h1

De fruta feito…

Junho 1, 2008

O CORPO

É pêssego

Tangerina

E é limão

Tem sabor a damasco

e a alperce

Toma o gosto da canela

de manhã

e à noite a framboesa que se despe

De maçã guarda o pecado

e a sedução

Do mel

o açúcar que reveste

Do licor

a febre no seu rasgão

me invade me inunda e me apetece

Mergulho depressa a minha boca

e bebo a sede

que em mim já cresce

Delírio que me enche

de prazer

tomando o ponto num lume que humedece

Devagar mexo sem tino

as minhas mãos

Provando de ti

o que de ti viesse

O anis do esperma

o doce odor do pão

que o teu corpo espalha e enlouquece

Maria Teresa Horta

Imagem: Kazuya Akimoto, Fruits

Anúncios

One comment

  1. não contes do meu
    vestido
    que tiro pela cabeça

    nem que corro os
    cortinados
    para uma sombra mais espessa

    Deixa que fevhe o
    anel
    em redor do teu pescoço
    com as minhas longas
    pernas
    e a sombra do meu poço

    não contes do meu
    novelo
    nem da roca de fiar

    nem o que faço
    com eles
    a fim de te ouvir gritar

    Maria Teresa Horta



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: