Archive for Julho, 2008

h1

Fácil de entender

Julho 28, 2008

Talvez por não saber falar de cor, imaginei.

Talvez por não saber o que será melhor, aproximei.

“O meu corpo é o teu corpo, o desejo entregue a nós.”

Sei lá eu o que queres dizer…

Despedir-me de ti, adeus um dia voltarei a ser feliz…

Gift, Fácil de entender

h1

Pensamento

Julho 27, 2008

ontem à noite

sonhei de corpo inteiro

-acordei com teu cheiro

Alonso Alvarez

Imagem: Autor desconhecido

h1

Poema

Julho 25, 2008

vê como o verão

subitamente

se faz água no teu peito,

e a noite se faz barco,

e a minha mão marinheiro.

Eugénio de Andrade

Arte de Kurt Van Wagner

h1

Nocturno

Julho 24, 2008


O desenho redondo do teu seio
Tornava-te mais cálida, mais nua
Quando eu pensava nele…Imaginei-o,
À beira-mar, de noite, havendo lua…

Talvez a espuma, vindo, conseguisse
Ornar-te o busto de uma renda leve
E a lua, ao ver-te nua, descobrisse,
Em ti, a branca irmã que nunca teve…

Pelo que no teu colo há de suspenso,
Te supunham as ondas uma delas…
Todo o teu corpo, iluminado, tenso,
Era um convite lúcido às estrelas….

Imaginei-te assim à beira-mar,
Só porque o nosso quarto era tão estreito…
– E, sonolento, deixo-me afogar
No desenho redondo do teu peito…

David Mourão-Ferreira

Arte por Andrius Kovalinas

h1

O amor é o amor *

Julho 23, 2008

O amor é o amor- e depois?!

Vamos ficar os dois

a imaginar, a imaginar?…

O meu peito contra o teu peito,

cortando o mar, cortando o ar.

Num leito

há todo o espaço para amar!

Na nossa carne estamos

sem destino, sem medo, sem pudor,

e trocamos- somos um? somos dois?-

espírito e calor!

O amor é o amor- e depois?!

Alexandre O’Neill

Arte de Angela Felipe

* Um dia recitei-te este poema

h1

I cried for you

Julho 22, 2008

“In many years they may forget

This love of ours or that we met

They may not know

How much you meant to me”

Katie Melua, I cried for you

h1

Armadilha

Julho 22, 2008

Pernas em arco

fechado

sobre as tuas costas

é armadilha

que faço

onde cais e gostas.

serra_da_lua

Arte de Anthony Karl Harris

h1

Because of you

Julho 21, 2008

“Because of you

I never stay too far from the sidewalk

Because of you

I learned to play on the safe side

So I don’t get hurt”

Kelly Clarkson, Because of you

h1

Cama

Julho 21, 2008

Podia ser uma cama aberta no horizonte

e os teus cabelos num poente incendiado.

Podia ser o teu sexo num cume de monte,

e os teus seios despidos sobre este prado.

*

A mão que esconde mais do que oferece,

os olhos de presa dominando o caçador.

E os teus lábios que murmuram a prece

de quem só reza no instante do amor.

*

E se falasse dos teus olhos, dos teus braços

desse corpo em que me perco e te ganho,

não mais acabaria o que tem de acabar;

*

uma respiração de suspiros e de abraços

neste canto em que és tudo o que eu tenho,

nesta viagem em que não tem fundo o mar.

Nuno Júdice

Arte por Nik Helbig

h1

Fazes-me muito mais que o Sol

Julho 20, 2008

“Quero ver as cores que tu vês

Para saber a dança que tu és

Quero ser do vento que te faz

Quero ser do espaço onde estás”

Tiago Bettencout, Fazes-me muito mais que o Sol