Archive for Setembro, 2008

h1

Mulher

Setembro 30, 2008

quando o ventre é o mar

quando o ventre é a água

salgada

numa boca

quando o ventre é a fonte

quando o ventre é a forca

Yvette K. Centeno

Imagem: Anna Mazurek Sierocka

h1

O Escuro

Setembro 29, 2008

(…) – Dentro de cada um há o seu escuro. e nesse escuro só mora quem lá inventamos. Agora me entende?

– Não estou claro, Dona Gata.

– Não é você que mete medo. Somos nós que enchemos o escuro com nossos medos.

Mia Couto, O gato e o escuro

Imagem: Danuta Wojciechowska

h1

Inscrição estival

Setembro 28, 2008

Ó grande plenitude!

E a tudo

a tudo alheio,

saboreio.

Absorto

sorvo

este cacho de uvas

tão maduras…

Este cacho de uvas que é o teu corpo.

David Mourão-Ferreira

Imagem: António Carmo

h1

So do I

Setembro 27, 2008

“You say you need somebody in your life

So do I, so do I

You say you wake up crying every night

So do I, so do I…”

Paulo Gonzo, So do I

h1

Gozo IV

Setembro 26, 2008

Que tenhas de mim

o contorno incerto

acertado nas linhas do

teu corpo

os dentes nos lóbulos e no pescoço

os lábios

a língua a cobrirem os ombros

Maria Teresa Horta

Arte de Anatol Knotek

h1

Viagem

Setembro 25, 2008

Um barco atravessou os teus olhos,

levando um porão de sonhos para o porto

do infinito.

Nuno Júdice

Imagem:Jacqui Faye Michel

h1

Caminho encontrado

Setembro 24, 2008

Razão e loucura

Abismo de mãos

E gestos em fúria

Palavras

Silêncios

E corpos suspensos

Nas bocas a febre

Nos olhos delírio

Regresso de noite

Caminho encontrado.

Manuela Amaral

Imagem: Lalit Maity