Archive for 27 de Novembro, 2008

h1

Anda vem

Novembro 27, 2008

Anda vem… porque te negas,

Carne morena, toda perfume?

Porque te calas,

Porque esmoreces,

Boca vermelha, rosa de lume?

Se a luz do dia

Te cobre de pejo,

Esperemos a noite presos num beijo.

Dá-me o infinito gozo

De contigo adormecer

Devagarinho, sentindo

O aroma e o calor

Da tua carne, meu amor!

E ouve, mancebo alado:

Entrega-te, sê contente!

Nem todo o prazer

Tem vileza ou tem pecado!

Anda, vem!… Dá-me o teu corpo

Em troca dos meus desejos…

Tenho saudades da vida!

Tenho sede dos teus beijos!

António Botto

Arte de Eliot Allsop

Anúncios