h1

Suave

Fevereiro 28, 2009

Sincera como as crianças

falas com o corpo todo.

Ainda quando descansas

há peixes vivos no lodo.

Recebem-me as tuas pernas,

durmo encostado ao teu braço,

tuas rudes frases ternas

lavam o rumo que faço.

Se neste Inverno me alargo

pelos caminhos adversos,

és tu o café amargo

que aquece o peito aos meus versos.

O teu sorriso perfeito,

mais leve que um voo de ave,

é o leito em que me deito,

suave, suave, suave, suave.

Vasco Costa Matos

Imagem: Françoise Groulleau

Anúncios

2 comentários

  1. Fico deveras agradecida que tenha continuado com o seu blog.
    O seu trabalho e dedicação têm um resultado muito agradável. Destaco o arranjo gráfico, a combinação de imagens e palavras.
    Passo por aqui para me surpreender, para me preencher.
    Virei sempre para partilhar a sus generosidade.
    Isa


  2. Concordo com a Isa!

    Adoro vir aqui!

    Ve se me visita alguma vez, ok?

    http://www.eopensamentovoa.blogspot.com

    beijinhos, neli



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: