Archive for Março, 2009

h1

Um outro tanto

Março 14, 2009

Não sei como consigo

amar-te tanto

se querer-te assim na minha fantasia

é amar-te em mim

e não saber já quando

de querer-te mais eu vou morrer um dia

perseguir a paixão até ao fim é pouco

exijo tudo até perder-me

enquanto, e de um jeito tal que desconhecia

poder amar-te ainda

um outro tanto

Maria Teresa Horta

Imagem: Eric Fischl

h1

Mar

Março 12, 2009

De todos os cantos do mundo

Amo com um amor mais forte e mais profundo

Aquela praia extasiada e nua,

Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Imagem: Rodica Toth Poiata

h1

Razão

Março 11, 2009

Teu corpo é minha paisagem

Meu repouso e meu deleite

É meu porto de partida

É meu cais minha chegada

A prazeres teus que descubro

A segredos meus que revelo

E as minhas mãos que se desvelam

E se afadigam na procura

E te encontram na viagem

E no teu corpo a razão perco

E no teu corpo a razão encontro

De meu corpo

Corpo ser.

Encandescente

Imagem: Elena Ilku

h1

Broken Strings

Março 10, 2009

“Let me hold you

For the last time

It’s the last chance to feel again

But you broke me

Now I can’t feel anything

When I love you

It’s so untrue

I can’t even convince myself

When I’m speaking

It’s the voice of someone else…”

James Morrison e Nelly Furtado, Broken Strings

h1

Quase um poema de amor

Março 10, 2009

Há muito tempo já que não escrevo um poema

De amor.

E é o que eu sei fazer com mais delicadeza!

A nossa natureza

Lusitana

Tem essa humana

Graça

Feiticeira

De tornar de cristal

A mais sentimental

E baça

Bebedeira.

Mas ou seja que vou envelhecendo

E ninguém me deseje apaixonado,

Ou que a antiga paixão

Me mantenha calado

O coração

Num íntimo pudor,

…Há muito tempo já que não escrevo um poema

De amor

Miguel Torga

Pintura: “Morning Blues”

h1

Memória

Março 9, 2009

Retenho com os meus dentes

a tua boca

entreaberta

e as palmas das mãos

dormentes

resvalam brandas e certas

As tuas mãos no meu peito

e ao longo

das minhas pernas

Maria Teresa Horta

Imagem: Kimia Kline

h1

Terror de te amar…

Março 8, 2009

Terror de te amar num sítio tão frágil como o mundo

Mal de te amar neste lugar de imperfeição

Onde tudo nos quebra e emudece

Onde tudo nos mente e nos separa

Sophia de Mello Breyner Andresen,  in CORAL (1950) e OBRA POÉTICA (Caminho, 2010)

Imagem: Rodica Toth Poiata

h1

Ilha

Março 7, 2009

Tenho a sede das ilhas

e esquece-me ser terra

meu amor, aconchega-me

meu amor, mareja-me

Depois, não

me ensines a estrada.

A intenção da água é o mar

a intenção de mim és tu.

Mia Couto

Imagem: Rodica Toth Poiata


h1

Fall for you

Março 6, 2009

“…But hold your breathe

Because tonight will be the night that I will fall for you

Over again

Don’t make me change my mind

Or I wont live to see another day

I swear it’s true

Because a girl like you is impossible to find

Your impossible to find…”

Secondhand Serenade, Fall for you

h1

Poema de amor – Colar de pérolas

Março 5, 2009

Eu tenho um colar de pérolas

Enfiado para te dar:

As pérolas são os meus beijos,

O fio é o meu pesar.

Fernando Pessoa

Imagem: Rossana Petrillo