Archive for Abril, 2009

h1

Sentimental

Abril 17, 2009

Ponho-me a escrever teu nome
com letras de macarrão.
No prato, a sopa esfria, cheia de escamas
e debruçados na mesa todos contemplam
esse romântico trabalho.

Desgraçadamente falta uma letra,
uma letra somente
para acabar teu nome!

– Está sonhando? Olhe que a sopa esfria!
Eu estava sonhando…
E há em todas as consciências um cartaz amarelo:
“Neste país é proibido sonhar”.

Carlos Drummond de Andrade

Arte de Alvaro Reja

Anúncios
h1

Sei a linguagem dos teus olhos

Abril 16, 2009

Sei a linguagem dos teus olhos,
aves de poiso vacilante,
sem gavinhas galgando
o muro dos dias.

Tudo é incerto e veloz,
nada garante nada,
mas entretanto esses olhos
iluminam-me a casa.

Torquato da Luz

Imagem: Vassilen Vasevski

h1

De volta

Abril 15, 2009

Era manhã e anoiteceu,
sem ter havido tarde nem meio-dia,
e tudo em volta envelheceu,
perdendo cor e poesia.

Mas tu chegaste e a tarde aconteceu
e voltei a ser eu.

Torquato da Luz

Imagem:  Miguel Camargo

h1

Visão

Abril 14, 2009

Que mulher é aquela lá longe

recortada entre a espuma e o areal

vestida de neblina

e com um colar de coral?

Uma ninfa deste século

numa pincelada de azul esbatido

ou a alegria dos meus olhos

num recorte de sonho fingido?

Agora que se aproxima

envolta em carne de desejo

só faltava que chegasse perto de mim

e me desse um beijo.

António Garcia Barreto

Arte de Elisabetta Trevisan

h1

Teresinha

Abril 13, 2009

“…O terceiro me chegou como quem chega do nada

Ele não me trouxe nada também nada perguntou

Mal sei como ele se chama mas entendo o que ele quer

Se deitou na minha cama e me chama de mulher

Foi chegando sorrateiro e antes que eu dissesse não

Se instalou feito posseiro, dentro do meu coração.”

Teresinha, Chico Buarque

h1

As mãos

Abril 13, 2009

Tenho para te dar as mãos vazias

e pouco mais, mas olha como são

as minhas mãos, que outrora foram frias

e hoje ardem ao calor da emoção

de sentir como espantam as sombrias

noites em que o negrume e a solidão

eram a manta com que te cobrias.

Torquato da Luz

Imagem: Elaine Lanoue

h1

O melhor

Abril 12, 2009

O melhor da vida foi conhecer-te

e amar-te, alheio ao correr dos anos.

Tudo o mais, que umas vezes me diverte

e outras me traz desenganos,

apenas prova que já perdi

a memória do tempo anterior a ti.

Torquato da Luz

Imagem: Hunter O’Reilly