h1

Carícia

Janeiro 24, 2012

A pele é o mar:

aqui desaguam

os rios da vida.

A pele é o cântaro:

aqui se guardam

todas as águas,

chuvas de alegria

ou lágrimas.

A pele é o mapa:

aqui se gravam

todos os ventos.

Escreva na pele do outro,

com a ponta dos dedos,

o alfabeto mais antigo,

sussurro,

estrela,

carícia.

Roseana Murray

Imagem: Nancy Almazán

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: