h1

Sonho

Julho 17, 2012

Não sei se as tuas mãos me tocaram

Tão leves as tuas mãos que nenhuma marca ficou

Tão leves que certamente só me sonharam

Ou as sonhei porque as queria na minha pele

Árida de carícias

Ávida das tuas mãos.

Não sei se foste tu que escreveste com saliva poemas no meu corpo

Poemas rios que me molharam e segredaram

Palavras por ti nunca antes ditas

Não sei se senti rios e pensei poemas

Deserta que estava de palavras e saliva.

Não sei se no meu corpo o teu mora

Tão ténue teu corpo

Tão breve sonhar.

Encandescente

Arte por Lauri Blank

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: