h1

Espero-te

Julho 30, 2012

Amo-te em cada beijo que não te dou,

em cada olhar que perco por sobre as nuvens,

e em cada verso que me escapa por entre os dedos

Amo-te nos gritos do meu silêncio,

nas noites que não têm fim,

e em cada lágrima que teima em não cair

Amo-te nas lembranças que já nem me lembro,

nas cinzas de todas as horas,

e nas dores que irei sentir

Amo-te assim feito um louco,

e feito louco,

busco-te ferozmente em cada palavra,

em cada objeto,

em cada mísero grão de tempo

Amo-te, e por amar-te tanto,

espero-te,

ainda que nunca me ouças chamar,

e ainda que nunca tenhas partido.

Marcelo Roque

Arte de Jono Kunicko

One comment

  1. Como compreendi todo esse sentir nessas belas palavras.
    Muito bonito.



Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: