h1

Acontecimento

Julho 30, 2013

Aí estás tu à esquina das palavras de sempre

amor inventado numa indústria de lábios

que mordem o tempo sempre cá

E o coração acontece-nos

como uma dádiva de folhas nupciais

nos nossos ombros de outono

Caiam agora pálpebras que cerrem

o sacrifício que em nossos gestos há

de sermos diários por fora

Caiam agora que o amor chegou

Ruy Belo, in “Aquele Grande Rio Eufrates”

Imagem: Alena Plihal 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: