h1

Anseio-te…

Agosto 26, 2013

Anseio-te pelas palavras roucas e cortadas, pois deixei
por ti as moradas sem vida e sem sonho. Abro-me
como o linho dos lençóis. Amarrotas-me como as
pétalas de uma flor rebelde

Lília Tavares, in PARTO COM OS VENTOS, (Kreamus, 2013)

Imagem: Alain Dumas (França)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: