h1

Encosto o ouvido às algas

Fevereiro 1, 2014

Encosto o ouvido às algas
e escuto os teus passos
na areia de contornos
verdes dos rumores das ondas.
Acelero a minha vida em espera,
abrando de dor o meu desejo.
Para ti me envolvo, me perco,
para mim caminhas seguro,
quente, esperado.
Podem evadir-se as gaivotas.
Não vai estender-se aqui a manhã.

Lília Tavares, in Parto com os Ventos (Kreamus, 2013)

Arte por Alena Plihal

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: