Archive for the ‘Encandescente’ Category

h1

As tuas mãos

Novembro 11, 2009

Como podem tuas mãos ser em mim fogo e água

E atearem labaredas e correrem como um rio

E matarem minha sede e serem fogo e arrepio

E serem chama e calor

E serem húmidas brasas

E serem sólidos os teus dedos

E em mim nascerem asas

E voar nas tuas mãos

Fogo, água e arrepio

Tremer ardendo de paixão

E desfazer-me em gotas de água

Entre os teus dedos

Nas tuas mãos

Minha prisão e minhas asas.

Encandescente

Arte de Valeria Corvino

Anúncios
h1

Não basta

Novembro 10, 2009

nude-girl-by-the-seashore-original-oil-painting

Não.

Não basta saber que existes.

É como estar sedenta

E saber que existe água

É como estar faminta

E saber que há pão

É doer, definhar

E saber que existe um bálsamo.

Não.

Não basta saber que existes

É preciso que estejas

Encandescente

Imagem: Xu Bin

h1

Guarda-me

Novembro 8, 2009

Deixo sempre uma parte de mim contigo

E a ti volto para a reencontrar

Mas, quando me queres devolver

A parte de mim que contigo fica

Fecho a mão

Não a aceito

Digo:

– Guarda-me mais um pouco

Para ter um motivo para voltar.

Encandescente

Imagem: John Graham

h1

Razão

Março 11, 2009

Teu corpo é minha paisagem

Meu repouso e meu deleite

É meu porto de partida

É meu cais minha chegada

A prazeres teus que descubro

A segredos meus que revelo

E as minhas mãos que se desvelam

E se afadigam na procura

E te encontram na viagem

E no teu corpo a razão perco

E no teu corpo a razão encontro

De meu corpo

Corpo ser.

Encandescente

Imagem: Elena Ilku

h1

Audácia

Fevereiro 20, 2009

Dispo-me de roupa e de preconceitos

Chuto contra a parede sapatos e tabus

Fico assim exposta e disposta

A nudez confiante e desafiante

O corpo pergunta

Esperando resposta

Esperando audácia no avanço do teu.

Encandescente

Imagem: Elena Ilku