Archive for the ‘Fátima Guimarães’ Category

h1

Sou-te ninho

Novembro 4, 2014

No teu rosto
repousa a madrugada
de fatigados pássaros

Poisas a cabeça
no meu peito
onde ainda há pouco
o vento cantava

e os meus seios eram eco
de teus incontidos desejos

Sou-te ninho

Fátima Guimarães

Arte de Christian Schloe

Anúncios
h1

Desejo

Setembro 21, 2013

Deseja-o
como já não
se lembrava
de o ter
o seu corpo
arde em silêncio
os lábios
latejam
pedindo
as pernas
tremem
o coração bate
descompassado
todo o corpo
num frémito
crescente
Hesita
insegura
Deseja-o
Enlaça-o
num ímpeto
esmaga-lhe
os lábios
húmidos
percorre-lhe
o corpo
tateando
todas as saliências
deita o seu
no dele
não hesita
toma posse
e
em movimentos
estonteantes
ritmados
vibrantes
amam-se
amam-se
sofregamente
como se
não houvesse
amanhâ

Fátima Guimarâes (a publicar)

Imagem: Rodin

h1

Lateja-me nos dedos cada prega do teu corpo

Setembro 7, 2013

Lateja-me nos dedos cada prega do teu corpo
Na pele nua a maciez da tua pele
No corpo inunda-me a quentura da tua seiva

A lua está linda, resplandecente
mas para quê a lua se nos lábios
persiste a ternura de uma gota de orvalho

Deliciada fecho os olhos…
Deixo a minha mão escorregar
pelo teu corpo macio
Adormeço.

Fátima Guimarâes(a publicar )

Imagem: Hu Jun Di

h1

Marear

Agosto 28, 2013

Respiro a tua pele nos meus dedos
Colho a tua saliva em meus lábios
Beijo o mar dos teus segredos.

E sou barco, timoneiro e passageiro
Aquele que voga no ondular das vagas
Que navega em tuas águas
E te sulca em espasmos de alegria.

Afogado em teu ventre dou à costa
Como náufrago boiando sobre teus seios
E ressuscito com minha boca sobre a tua
O meu peito arfando sobre o teu.

As minhas mãos em tua praia
E sou espuma do sal que te beija.

A alga macia na seda ondulante
Sabe agora o teu corpo a maresia
Os teus olhos brilham, mar azul
Espelham o voo rasante das gaivotas
Em dia de tempestade e calmaria.

Fátima Guimarães e Joaquim Monteiro

Imagem: Liu Yuanshou